Tipografia
  • Menor Pequeno Médio Grande Maior
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A pesquisa científica se encontra presente nos diversos cursos de graduação e pós-graduação dos departamentos que integram o Instituto de Ciências Exatas e Informática (ICEI) da PUC Minas. Dessa forma, são realizadas pesquisas nas áreas de ciência da computação, engenharia de computação, engenharia de software, física, jogos digitais, matemática e sistemas de informação. O ICEI reúne diversas iniciativas que promovem a pesquisa científica, incluindo grupos de pesquisa temáticos, atividades de pesquisa em cada curso de graduação, programa de pós-graduação stricto sensu, revista científica, eventos de pesquisa científica, além acesso ao fomento de pesquisa da PUC Minas. Esta página apresenta mais detalhes e apontamentos acerca de cada uma dessas iniciativas.

 

O ICEI reúne grupos de pesquisa temáticos que contemplam diversas áreas do conhecimento. A seguir são destacados os grupos de pesquisa vinculados ao ICEI e que se encontram listados no Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

  • GAIA - Grupo de Astronomia e Astrofísica. O grupo tem como propósito disseminar o conhecimento da Astronomia e Astrofísica além de fundamentar uma cultura científica geral. O grupo trabalha principalmente na área de Divulgação Científica e educação não formal. Dentro dessa linha, o grupo tem vários projetos de impacto social e cultural como a Caravana Astronômica e o Astronomia na Escola. O grupo é liderado pela professora Kelly Cristina Martins Faêda. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4184588976663423
  • GICAP - Grupo de Inteligência Computacional Aplicada. As principais linhas de pesquisa do grupo são: Análise Formal de Conceitos e Ciência de Dados. O grupo é liderado pelo professor Luis Enrique Zárate Gálvez. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/628926
  • Física e Química Forense.  As linhas de pesquisa em atividade no grupo são: 1) Desenvolvimento e Validação de Métodos para Determinação de Substâncias de Interesse Forense; e, 2) Detecção e Identificação de Novas Substâncias Psicoativas (NSP) em Amostras Forenses. O grupo é liderado pele professor José Coelho Neto. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2848
  • ImScience - Laboratory of Image and Multimedia Data Science. As principais linhas de pesquisa do grupo são: data classification e image and video segmentation. Os líderes do grupo são os professores Silvio Jamil Ferzoli Guimarães e Zenilton Kleber Gonçalves do Patrocínio Júnior. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/476957
  • Inclusão, Educação e Ensino de Ciências e Matemática. O grupo se caracteriza por estudos teóricos sobre inclusão por meio da utilização da metodologia de história oral. Como resultado da relação teoria e prática, tem-se a elaboração de produtos e recursos educacionais adaptados para a educação básica e superior. Os pesquisadores desenvolvem estudos que repercutem em cursos, palestras, congressos nacionais e internacionais, além de livros, artigos e resenhas em revistas especializadas. O grupo é liderado pela professora Adriana Gomes Dickman e pelo professor Amauri Carlos Ferreira. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8493982907837373
  • IRIS - Sistemas Inteligentes para Tratamento de Informação. O grupo de pesquisa tem como objetivo investigar problemas relacionados à engenharia de dados, recuperação de informação e descoberta de conhecimento, propondo e avaliando experimentalmente algoritmos para solucionar os problemas investigados. São três as principais linhas de pesquisa do IRIS: i) Gerência de Dados; ii) Recuperação de Informação; iii) Descoberta de Conhecimento. O grupo é liderado pelo professor Wladmir Cardoso Brandão e Fernando Silva Parreiras. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link:  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/250883
  • Jogos sérios. O grupo de pesquisa em Jogos sérios tem por objetivo pesquisar e propor novas recomendações e o aprimoramento de técnicas e metodologias de desenvolvimento de jogos sérios. Pode-se dividir as atividades do grupo em três linhas de pesquisa: i) jogos como ferramentas de apoio ao ensino-aprendizagem; ii) design centrado no usuário; iii) lifelong learningO grupo é liderado pela professora Lucila Ishitani. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/468338
  • LEASDLE - Laboratório de Engenharia e Arquitetura de Sistemas Distribuídos em Larga Escala.  A linha de pesquisa em atividade no grupo é a engenharia e arquitetura de sistemas distribuídos em larga escala. O grupo é liderado pele professor Humberto Torres Marques Neto. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/32642
  • NEOTI - Núcleo de Estudos Orientados em Tecnologia da Informação.  As linhas de pesquisa em atividade no grupo são: Algoritmos e Estruturas de Dados, Algoritmos em Grafos, Engenharia de Software, Geotecnologia Aplicada à Análise da Informação Espacial, Modelagem Estatística e Matemática e Computacional Aplicada. O grupo é liderado pelo professor Bernardo Jeunon de Alencar. O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/530518
  • Sistema, Software e Mídias Interativas.  O grupo visa desenvolver pesquisas científicas e gerar produções tecnológicas e artísticas em sistemas de informação, engenharia de software e construção de mídias audiovisuais em tópicos relevantes à interação, como os atributos de explicabilidade, engajamento, privacidade, qualidade de experiência, acessibilidade, criatividade e credibilidade. O grupo é liderado pelo professor Lesandro Ponciano.  O espelho do grupo no CNPq pode ser acessado no seguinte link: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/467117

 

A pesquisa científica na PUC Minas é organizada pela Pró-Reitoria de Pesquisa e de Pós-Graduação (PROPPG). O financiamento dos estudos conta com o fomento de agências públicas como a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG),  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e CNPq. A PUC Minas também mantém um Fundo de Incentivo à Pesquisa (FIP) para financiar estudos e pesquisas. Os editais e os resultados são disponibilizados no portal da PUC Minas

Há fomento de projetos de autoria dos alunos com orientação de professor da PUC Minas, intitulado Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PROBIC). Há bolsas do CNPq tanto no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) quanto no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI). A PUC Minas possibilita, ainda, o fomento do FIP para os projetos propostos por professores e doutorandos. Professores e alunos de cursos de graduação do ICEI têm utilizado esses recursos de fomento. A Figura abaixo mostra a quantidade de projetos FIP, PIBIC, PROBIC e PIBITI executados no ICEI durante o quinquênio 2016-2020. 

Estatísticas de projetos de pesquisa FIP, PIBIC, PROBIC e PIBITI no ICEI, cobrindo o quinquênio 2016-2020. 

 

É frequente que um mesmo professor oriente vários projetos de pesquisa ao mesmo tempo e ao longo do tempo. Um projeto também pode envolver a participação de mais de um aluno. Como os projetos FIP, PIBIC, PROBIC e PIBITI têm duração de um ano, um mesmo aluno pode atuar em mais de um projeto ao longo do curso de graduação.

Além da atuação em projetos de pesquisa FIP, PIBIC, PROBIC e PIBITI, os alunos também têm a oportunidade de atuar de forma voluntária por meio dos editais de Iniciação Científica Voluntária, que são lançados anualmente pela PROPPG e/ou pelas coordenações de pesquisa de campus e unidades da PUC Minas. Alunos de cursos do ICEI também se engajam em atividades relacionadas à pesquisa científica nas unidades curriculares (como, por exemplo, a disciplina Introdução à Pesquisa em Informática) e em Atividades Complementares da Graduação (ACGs).

Cada curso, em cada departamento do ICEI, organiza suas atividades de pesquisa de modo a promover a pesquisa com estudantes e professores em tópicos que são específicos ao contexto do curso. Esses tópicos incluem as demandas da comunidade em que o curso está inserido, o perfil dos alunos ingressos no curso, as linhas de pesquisa dos professores que atuam no curso e o perfil do egresso previsto no projeto pedagógico do curso.

As  informações sobre atividades de pesquisas científicas conduzidas em cada curso, dos departamentos do ICEI, estão disponíveis nas áreas de pesquisa na página de cada curso, que podem ser acessadas nos links abaixo: 

 

A pesquisa científica no ICEI também se manifesta no Programa de Programa de Pós-graduação em Informática (PPGINF). Esse programa tem como área de concentração a Ciência da Computação e está estruturado em duas linhas de pesquisa: 1) Análise de Dados, Descoberta de Conhecimento e Recuperação de Informação; e 2) Engenharia de Software e Sistemas de Computação. O PPGINF oferta os cursos de Mestrado e Doutorado em Informática. Eles possuem como principal objetivo a formação de recursos humanos qualificados, aptos a contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado de Minas Gerais e do Brasil. O curso de Mestrado foi recomendado pela CAPES em 12/11/2004. Em 2020, alcançou um total de 184 dissertações de mestrado defendidas. O curso de Doutorado foi recomendado pela CAPES em 25/04/2016. Para outras informações, acesse o site do Programa de Pós-Graduação em Informática

 

O ICEI mantém o periódico Abakós. Trata-se de publicação científica semestral, em atividade desde o ano de 2012, com ISSN (eletrônico) 2316-9451. Centrado na área de ciências exatas e informática, o periódico tem por objetivo fomentar a interdisciplinaridade (pesquisas aplicadas e integradas), disseminando o conhecimento em linguagem acessível ao público-alvo, estimulando a pesquisa e aprimorando o ensino na área. Os trabalhos selecionados para publicação são inéditos, na forma de tutoriais, artigos completos, comunicações, resenhas ou resumos de teses e dissertações. São publicados artigos em português e em inglês. O público-alvo da revista são docentes e discentes de cursos da área de ciências exatas e informática, bem como profissionais da área e afins. 

Abakós é uma publicação científica semestral de responsabilidade do ICEI.

 

Em 2020, o periódico Abakós alcançou a marca de 17 edições publicadas. Para outras informações, acesse o site da revista Abakós ou entre em contato com corpo editorial no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Docentes e discentes da PUC Minas recebem incentivos à participação em eventos científicos nacionais e internacionais. No âmbito institucional, como descrito abaixo, há eventos gerais organizados em toda a PUC Minas, há eventos organizados por campus/unidade, e há eventos organizados pelos cursos. 

  • Evento no âmbito da  PUC Minas. O principal evento de pesquisa em nível de curso de graduação é o Seminário de Iniciação Científica. Trata-se de um evento que envolve todos os cursos, institutos, unidades da universidade. Geralmente, o evento ocorre no mês de outubro de cada ano como parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Há produção de resumos e apresentação oral dos trabalhos pelos estudantes de iniciação científica. Os trabalhos de pesquisa inscritos e selecionados no seminário são publicados em livro de resumo e de destaques editado pela Editora PUC Minas. Para outras informações sobre o seminário, acesse a área Seminário de Iniciação Científica do site da PUC Minas.
  • Eventos no âmbito de unidades da PUC Minas. Há diversos eventos de pesquisa nas unidades. Cada unidade/campus organiza seu evento anual de pesquisa e extensão. Esse é o caso da Mostra de Pesquisa e Extensão (Mostra PEX), que ocorre anualmente na unidade Praça da Liberdade e no campus da PUC Minas em Betim. Os cursos do ICEI presentes nas unidades e campus participam da mostra com a atuação de docentes e discentes. 
  • Eventos no âmbito de cada curso do ICEI. Os cursos do ICEI organizam eventos semestrais e anuais. Esse é o caso da Oficina de Elaboração de Projetos de Pesquisa, que é realizada semestralmente no curso de Sistemas de Informação no campus da PUC Minas em Contagem e do Seminários de Iniciação à Pesquisa em Matemática e ao Ensino de Matemática que é organizado semestralmente pelo curso de Matemática. Para mais informações sobre os eventos de pesquisa organizados no âmbito dos cursos, visite a página de pesquisa do curso.
  • Eventos no âmbito do ICEI. O ICEI promove semestralmente reuniões dos coordenadores de pesquisa dos cursos que compõem o instituto. É mantido o fórum de discussões e sincronização de atividades no âmbito dos cursos. Acessível aos discentes, oportunamente, o instituto promove palestras de cunho científico. Esse é o caso, por exemplo, dos ICEI Talks: “Ciência Participativa e Cidadã na Perspectiva da Tecnologia”  com Prof. Lesandro Ponciano, da PUC Minas, e “A ciência invisível que fazemos” com Profa Linnyer Beatrys Ruiz Aylon, da Universidade Estadual de Maringá (UEM). As duas palestras ocorreram no segundo semestre de 2020 e as gravações estão disponíveis no site do ICEI Talks.

 

Os links abaixo apresentam outras informações sobre pesquisa científica e publicações no ICEI e em toda a PUC Minas.