Tipografia
  • Menor Pequeno Médio Grande Maior
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na Universidade o ensino, a pesquisa e a extensão devem estar atrelados, desta forma, os professores do curso de Física da PUC Minas atuam promovendo a participação dos estudantes no desenvolvimento de projetos de pesquisa e de extensão. É desejável a vinculação da atividade de pesquisa com o processo de ensino-aprendizagem nas disciplinas. As atividades de pesquisa contribuem para a formação de um Professor de Física que possa desempenhar suas funções profissionais de forma crítica e criativa. Desta forma, os estudantes de Física são incentivados a se engajar em projetos de pesquisas científicas nas áreas de Física, de Ensino de Física e de áreas correlatas como Matemática, Engenharias e Educação.

O engajamento de estudantes em projetos de pesquisa se dá através dos programas de iniciação científica atendendo a editais como os de Pesquisador Voluntário, do Programa de Bolsas de Iniciação Científica PROBIC, dos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC e de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI, além de bolsas de iniciação científica oriundas do Fundo de Incentivo à Pesquisa FIP. Para mais informações sobre os editais de pesquisa acesse o site da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação.

 

Os grupos de pesquisa em atividade no curso atuam de maneira diversificada e têm objetivos específicos com o foco principalmente nos processos de ensino-aprendizagem de Física e na divulgação científica. Alguns grupos apresentam forte interação com o Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática  da PUC Minas

Metodologias ativas no ensino de Física

Objetivamos um ensino de física mais efetivo, para além da sala de aula, onde os alunos transformem os conceitos em conhecimentos aplicáveis à sua realidade e se tornem cidadãos críticos. Para isto, trabalhamos com metodologias ativas colocando o aluno a frente do seu processo de aprendizagem: estudando, criando, analisando e praticando. Dessa forma, ele estará não só entrando no mundo da ciência, sem deixar para trás seus conhecimentos prévios, mas estará utilizando-o para que seja associado aos conceitos da Física, desenvolvendo um sentido conjunto. Entendemos que o que acontece na sala de aula não é apenas uma preparação para um futuro, é um presente que deve ser bem cuidado. O grupo começou a se unir em 2021, durante a pandemia de Covid-19 impulsionado pela vontade de acreditar ser possível um ensino dinâmico e efetivo nas aulas remotas. Estamos nos dedicando a estudar a implementação e adaptação de metodologias ativas no ensino de física no contexto do regime emergencial remoto.

  • Professora Responsável: Júlia Esteves Parreira
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Grupo cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq

Espaços Alternativos de Ensino e Aprendizagem

O grupo tem como objetivo desenvolver estudos e pesquisas na área de Ensino de Física em espaços informais de educação como praças e museus. As ações do grupo buscam despertar o interesse pela ciência através da divulgação científica em projetos de extensão universitária como o Circo da Física, por meio de experimentos interativos.

Linhas de pesquisa:

Circo da Física é um projeto de pesquisa extensionista e de divulgação científica que estuda estratégias de ensino em espaços alternativos com experimentos lúdicos e interativos. Os experimentos são desenvolvidos e apresentados por estudantes, sob orientação de professores do curso de Física. O projeto é itinerante e leva os experimentos para escolas e eventos do Museu de Ciências Naturais da PUC Minas e de outras instituições.

  • Professor responsável: Bruno Jeferson Lourenço
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Redes sociais: Youtube, Facebook, Instagram

Ciência Cineclube é um projeto de pesquisa em extensão universitária com o objetivo de estudar o uso de filmes de ficção científica ou documentários para despertar o interesse pela ciência. O grupo realiza sessões de cinema com debates e mantem um catálogo de filmes em: www.cienciacineclube.blogspot.com

  • Professor responsável: Flávio de Jesus Resende
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Website: http://cienciacineclube.blogspot.com/
  • Redes sociais: Facebook, Instagram

Grupo de Astronomia e Astrofísica (GAIA)

O GAIA é o Grupo de Astronomia e Astrofísica da PUC Minas fundado pelos professores Peter Leroy, Tomás de Aquino e Lev Vertchenko. Atualmente o grupo é composto por 14 estudantes dos cursos de Física, Biologia, Engenharia Aeronáutica e Engenharia Mecânica que desenvolvem atividades de pesquisa nas áreas de Ensino de Astronomia e Divulgação Científica e é coordenado pela Profª Drª Kelly Faêda. O propósito do grupo é disseminar o conhecimento da Astronomia e Astrofísica além de fundamentar uma cultura científica geral. O grupo trabalha principalmente na área de Divulgação Científica e educação não formal. Dentro dessa linha, tem vários projetos de impacto social e cultural na cidade de Belo Horizonte e no interior do estado de Minas Gerais, como a Caravana Astronômica e o Astronomia na Escola. A construção de um centro de ciências no Museu de Ciências Naturais da PUC Minas está em andamento e será o espaço onde as principais atividades serão realizadas pelo grupo

  • Professora Responsável: Kelly Cristina Martins Faeda
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Grupo cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq
  • Redes sociais: Youtube, Facebook, Instagram

Inclusão, Educação e Ensino de Ciências e Matemática

O grupo, composto por uma equipe interdisciplinar de pesquisadores e estudantes nos diferentes níveis de ensino, se caracteriza por estudos teóricos sobre inclusão por meio da utilização da metodologia de história oral. Como resultado da relação teoria e prática tem-se a elaboração de produtos e recursos educacionais adaptados para a educação básica e superior. Os pesquisadores a partir de suas linhas de pesquisas desenvolvem estudos que repercutem em cursos, palestras, orientações de estudantes, participação em congressos nacionais e internacionais, além de publicações de livros, artigos e resenhas em revistas especializadas.

  • Professora responsável: Adriana Gomes Dickman
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Website
  • Grupo cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq


Livros Didáticos de Ciências e Matemática

A partir da estruturação de um banco de Livros Didáticos de Ciências e Matemática na PUC Minas, desde 2008, vinculado ao Banco LIVRES da FEUSP, passamos a desenvolver pesquisas em Livros Didáticos de Ciências e Matemática. Tais pesquisas, de um lado, apoiam as dissertações do Programa de Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática e, de outro lado possibilitam a qualificação e atualização do Banco. Além disso, a disponibilização para consulta de pesquisadores ao Banco possibilita a interação de grupos de pesquisa correlatos nacionais e internacionais.

  • Professora responsável: Maria Inês Martins
  • Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Website
  • Grupo cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq

 

O curso de Física organiza eventos com o propósito de divulgar a produção científica de professores e estudantes do curso. Os eventos realizados pelo curso de Física buscam reunir professores, alunos e ex-alunos engajados com a pesquisa para a troca de experiências e saberes, além de propiciar um rico momento de aprendizagem para os alunos que desejam atuar na pesquisa científica. Os eventos são abertos à comunidade externa, dando espaço para que a sociedade possa interagir e se inteirar das pesquisas que vêm sendo desenvolvidas.

Escola de Férias da Física e da Matemática. Evento organizado por uma equipe de estudantes do Centro Acadêmico de Física e Matemática (CAFM) com o suporte de um professor de cada curso. Divulgações ocorrem no Facebook do evento.

Escola de Férias da Física e da Matemática - 1º/2019

Semana da Física é um evento organizado pelo Núcleo Docente Estruturante do curso em conjunto com a coordenação de pesquisa.

           Cartaz de divulgação da Semana da Física  no segundo semestre de 2020

Seminários de Iniciação à Pesquisa - SIP.  O preparo dos estudantes para se engajarem em atividades de natureza científica é realizado nas disciplinas iniciais do curso e também em seminários e oficinas de iniciação à pesquisa científica que buscam incentivar a formação de novos grupos de estudo e a participação em grupos já existentes. As oficinas, organizadas pela coordenação de pesquisa do curso, são um incentivo para os estudantes submeterem projetos de pesquisa em programas de fomento da universidade e de órgãos oficiais de fomento como o CNPq, a CAPES e a Fapemig. Os Seminários de iniciação à pesquisa (SIP) são integrados com o curso de Matemática e apresentam temas relacionados à Física e à Matemática, ao Ensino de Física e Ensino de Matemática. Nestes encontros os estudantes têm a oportunidade de conhecer métodos, ferramentas e técnicas de pesquisa, além de trocar experiências e de aprender mais sobre temas de pesquisas científicas das áreas.

Apresentação do Professor Vitor Luis nos Seminários de Iniciação à Pesquisa no segundo semestre de 2020

Além destes eventos que ocorrem periodicamente acontecem também eventos organizados pelos grupos de estudo e pesquisa, como por exemplo os eventos do grupo GAIA: Semana Cósmica, Café Astronômico e etc.

Cartaz de divulgação da Semana Cósmica no segundo semestre de 2020

 

 

 Os programas de iniciação à docência têm como principal objetivo colocar o professor em formação em contato com as escolas da educação básica, fortalecendo o vínculo entre as instituições formadoras de professores e os sistemas educacionais básicos, especialmente, da rede pública de educação. Neste processo os estudantes universitários levam para a educação básica o conteúdo teórico estudado na universidade.   Entrevista do professor da Universidade Estadual do Ceará (UECE) Nilson de Souza Cardoso, à professora Ev’Ângela Batista Rodrigues de Barros da PUC Minas sobre os Programas PIBID e Residência Pedagógica em artigo publicado na Revista do Instituto de Ciências Humanas da PUC Minas:

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). O programa oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos presenciais que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e que, quando graduados, se comprometam com o exercício do magistério na rede pública. O objetivo é antecipar o vínculo entre os futuros mestres e as salas de aula da rede pública. Com essa iniciativa, o Pibid faz uma articulação entre a educação superior (por meio das licenciaturas), a escola e os sistemas estaduais e municipais. Atualmente, o Pibid conta com 24 bolsistas e até 6 voluntários. Para cada 8 bolsistas, existe um professor supervisor na escola em que o projeto atua. Ainda mais, há um professor do curso que é coordenador de área (pela PUC) no projeto Pibid desenvolvido. As atividades desenvolvidas pelos alunos neste programa geraram artigos e relatos de experiência que estão disponíveis em: PIBID.

 

Aluna experimentando o Gerador de Van de Graaff.



Experimento do Fogão Solar de integrantes do PIBID na E. E.l Governador Milton Campos

A Residência Pedagógica é o programa que dá continuidade ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) O objetivo principal é a melhoria da qualidade da formação inicial e uma melhor avaliação dos futuros professores, que contarão com acompanhamento periódico. O programa é desenvolvido com a parceria entre a PUC Minas como instituição formadora de professores escolas da educação básica das redes públicas de ensino. Atualmente, o programa Residência Pedagógica conta com bolsistas e voluntários da Física e um professor do curso que é o coordenador de área.  As atividades desenvolvidas pelos alunos do Residência Pedagógica também possibilitam a elaboração de relatos de experiência.

 

 

As pesquisas que são desenvolvidas no curso têm impacto social. Algumas delas têm repercussão na mídia em uma abordagem de opinião e de divulgação científica. Nesse sentido, discentes e docentes do curso buscam dar visibilidade interna e externa às atividades que são desenvolvidas e que podem ser apropriadas pela sociedade. 

https://educador.brasilescola.uol.com.br/noticias/universidade-desenvolve-glossario-mecanica-para-estudantes-cegos/33258.html